sexta-feira, 23 de outubro de 2009

Clássicos dos anos 80 e muita pipoca



Yeeeeeesssss, eles estão de volta! Dei um tempo com as receitinhas para me dedicar um pouquinho mais aos pedidos dos seguidores do blog, para que eu criasse mais posts sobre os anos 80. A Carmine, do blog pecando na gula, deu uma sugestão ótima, de criar um post sobre os artistas e outros sobre os filmes da época. Achei maravilhosa! Afinal de contas, que atire a primeira pedra quem aqui que não curtiu uma Sessão da Tarde com as pérolas da nossa infância. Ou então, aqueles filmes inéditos da Tela Quente, que a gente colocava uma fita virgem no vídeo-cassete para gravar e ter o filme em casa hehehehehe. Muuuuuuuuito antes dos programas para baixar filmes e a acessibilidade de preços de um DVD de blockbuster. E quanto mais pesquiso na Internet, mais encontro sites interessantíssimos e pessoas que, assim como eu, são aficionados no assunto! Foi através destas pesquisas que consegui separar o material de hoje. Gostaria de postar sobre muitos outros filmes, afinal são vários os clássicos dessa época, mas não teria tempo nem espaço para isso. Então, se derem falta de algum filme importante, não necessariamente eu me esqueci, mas provavelmente não achei o que dizer sobre ele heheehe. E se lembraram, postem um comentário, para lembrarmos juntos! Com o tempo e as devidas pesquisas, vou postar ainda sobre os artistas que a Carmine pediu, e outras duas idéias que eu tive, que são os desenhos e seriados da época.

E como nada combina melhor com o cinema do que pipoca, aproveito para postar diversas receitinhas de pipoca! Escolha a sua e aproveite nossa excursão.


Ah, e quanto aos meus perrengues...tô melhorando, gente! Ainda não estou 100% porque infelizmente nada se resolveu ainda, mas pelo menos a cistite passou e eu estou reagindo melhor. Gostaria de agradecer a todos que me deram força, rezaram e mandaram vibrações positivas para mim. Quem foi que disse que na “blogosfera” não encontramos verdadeiros amigos, não é?



De Volta para o Futuro – Trilogia simplesmente maravilhosa. Eu adoro tanto esse filme que tenho um DVD especial com os três filmes na mesma caixa. Quem não queria ser Marty McFly e poder viajar pelo tempo, conhecer os pais jovens, conhecer o futuro e tudo o mais? Esses tempos quase tive um negócio quando uma menina de uns 18 anos me disse que não sabia o que era um DeLorean heheheh


Um morto muito louco – Assistindo a esse filme eu fico me perguntando em mais ou menos quanto tempo um cadáver leva para começar a feder...

Top Gun – Esse aí quem é fanzaço é o marido. Também faz parte da coleção de DVD’s lá em casa. E quem não fez a dancinha da vassoura nas reuniões dançantes ao som de “Take my breath away”? Ton don don don dooooooon....dondondoooooonnnn...dondondooooon...heheheheh


Poltergaist – Filme que eu só fui ver depois de grande. E quer saber? Acho que começaram a fazer tanto filmes com efeitos especiais e terror, terror mesmo (tipo aquele tal de Albergue, tem necessidade de um filme daqueles?), que acho que o pessoal do século 21 é bem mais resistente a sustos. Não me assustei nadinha com esse filme! Ainda assim, já li que muitas coisas trágicas envolveram o elenco desse filme, até mesmo a menininha.



Os fantasmas se divertem – Geena Davis e Alec Baldwin bem novinhos. Uma visão no mínimo mórbida sobre a vida após a morte. Tava mais para mundo da fantasia do que qualquer outra coisa.



A mosca – Que filme nojento, vá-te embora! Mas a galera se apavorava. Esse filme eu fui ver com uns 4 anos, durante as férias meu pai alugou um trailer e fomos acampar com meus tios. Deu na Tela Quente daquela semana e ficamos assistindo na parte de fora do trailer. Eu obviamente, fiquei com medo e resolvi dormir. O problema foi que, enquanto estava me preparando para dormir, faltou energia elétrica...sabe o que isso significa para uma criança que já está meio assustada, né? Eu dei um grito tão alto que minha avó caiu da cama.



Quero ser grande – Esse filme é muito legal. Acho que, dos primeiros filmes com o Tom Hanks, é o mais legal que existe (e olha que eu sou fã de carteirinha do Tom Hanks, se o filme é com ele, corro para o cinema porque sei que vai ser bom).



 
Brinquedo Assassino – Passei uns dois meses vistoriando embaixo da minha cama e atrás do Box do banheiro, para ter certeza que o Chuck não estava lá.
 
 
 
 


Dirty Dancing – Falei para o meu marido que queria treinar essa coreografia para o dia que a gente oficializasse o casamento na igreja, ele disse que eu estou assistindo muito Fantástico hehehehehehe. Mas qual é o problema de ele erguer todo o meu corpo com os braços? Hehehehee. A única coisa que eu nunca entendi muito sobre esse filme é o que acontece na cena final para que de repente todos os amigos do Patrick Swayze saibam a coreografia hehehe




Edward Mãos de Tesoura – É meio mórbido, a idéia é meio estranha, mas eu acho a interpretação do Johnny Deep muito boa. Aliás, é outro ator que temos que tirar o chapéu.



FlashDance – Confessa pra mim...você fez ou não fez alguma coreografia maluca na sua sala, fazendo de conta que estava na frente de um monte de jurados? Ahammmm, foi o que eu imaginei...




ET – Vocês vão até dar risada, mas eu tinha verdadeiro PÂNICO do ET. Não conseguia entender como achavam ele bonitinho e querido. Hoje o medo passou, percebi que o ET é apenas um ser enrugado e corcunda, mais ou menos que nem a minha avó. Além disso, acho o máximo o fato de o ET ter um “pointer” no dedo. Olha que utilidade!



Curtindo a vida adoidado – Cláááááássico dos anos 80. Agora, sejam sinceros comigo: alguém aqui conseguiu enganar os pais para não ir na aula dizendo que estava com dor de estômago e lambendo as palmas das mãos? É o tipo de cena que a gente olha e diz: “só em filme mesmo...”



Ghost – Eu já vi esse filme no mínimo umas 30 vezes. Mesmo assim, na cena que ele incorpora na Whoopi Goldberg e eles ficam lá dançando ao som de “Unchainted Melody”, eu me laaaavo chorando. Já tentei me convencer que vi a cena um caminhão de vezes, mas não adianta muito. Particularmente, por ser espírita, eu adoro esse filme.



Caça Fantasmas – Só vi pequenos trechos desse filme. Mas uma coisa interessante que eu li sobre ele é que na época de lançamento nos Estados Unidos, lançaram um trailer nos cinemas que no final dava um número de telefone. Quando ligavam para esses números, as pessoas escutavam uma mensagem assim: “Olá, somos os caça-fantasmas, no momento estamos trabalhando e não podemos atender, deixe seu recado que retornaremos em breve”. Bombou!



Gremlins – Gostava só da primeira meia hora de filme, quando o bichinho ainda era bonitinho...



A hora do Pesadelo – Eu tinha medo que quando eu fosse para o banheiro na minha escola, Freddie Kruger estivesse lá me esperando...


A Lagoa Azul – Lindo filme, mas...um casal que se perde ainda criança em uma ilha, e ainda aprendem a caçar, pescar, fazem uma casa com folha de bananeira e vivem bem e belos no paraíso (exceto na lua cheia, quando uns doidos invadiam a ilha). Pra mim é meio estranho e improvável... E como foi que eles aprenderam a....bom, vocês sabem...ah deixa pra lá...



História sem fim – Lembro de quando vi esse filme, devia ter uns 6 anos, deu no SBT e eu fiquei numa tristeza só quando o cavalo do Atreio (é assim que escreve?) morreu no pântano. Não faz nem um mês que eu assisti um programa sobre que fim que deram as celebridades infantis e descobri que o ator que fazia o menino agora é tatuador.


Indiana Jones – Outro do grupo “assisti 20 anos depois da estréia”. Não tenho muitas opiniões sobre ele, achei bom. Mas, como é clássico dos anos 80, não poderia deixar de colocar aqui. O que eu aprendi com ele? Que você nunca conseguirá sair de um lugar com um tesouro sem que apareça alguém para roubá-lo...




Super-Xuxa conta o baixo astral – Existem vários filmes da época que a Xuxa estava no auge (na verdade ela insiste em fazer filmes até hoje), mas esse foi o que mais marcou a minha infância. Adorava, principalmente a lagartinha Xixa (“nunca viu uma lagarta cigana não? E quem é você para sair por aí machucando os seres inocentes?” heheheh). Além das participações do Guilherme Karan (mestre, como o Baixo Astral) e até dos lango-langos hehehe. “Shows” de interpretação da Xuxa à parte, fazia a cabeça da criançada!




Exterminador do Futuro – Fácil de explicar...mandam o pai do John Connor para salvar a mãe do John Connor de ser morta antes que ele nasça (e que os pais se conheçam), entendeu? Não cria nenhum paradoxo espaço-tempo coisa nenhuma...e o exterminador do futuro, que por motivos que eu desconheço não consegue trazer as roupas dele para o passado, acaba conseguindo matar todo mundo, menos quem deveria matar. Aliás, pelas minhas contas, a Google deve estar mudando seu nome para Skynet em breve...



Goonies – Esse aí, pra mim, não tem mais anos 80. Sou fã! Tenho o DVD, sei imitar o gordinho e consigo dizer fala por fala. Amo de paixão! Até hoje, quando aparecem com sobremesa pra mim eu banco o Slot e grito CHOCOLAAAAATE!




Karatê-Kid – Fui assistir esse filme só na semana passada, acreditam? Deu na TV à cabo (aliás, isso é o que eu gosto na TV à cabo, os canais de clássicos). Acho que faltou verba para terminar o filme...o menino ganhou o campeonato e ficou por isso mesmo...

Gente, tem muitos outros filmes legais sobre essa época: Uma cilada para Rogger Rabbit, Rocky, Olha quem está falando, Clube dos 5, Footloose, Mad Max, Uma Linda mulher...mas se eu ficar aqui escrevendo sobre todos eles, vão só encontrar a minha caveira sobre o teclado do computador hehehehehe. Então, agora que já escolhemos os filmes, vamos escolher uma pipoquinha?

Pipoca de Chocolate


5 colheres de sopa de óleo
5 colheres de sopa de milho para pipoca
5 colheres de sopa de açúcar
3 colheres de sopa de água
1 colher de sopa de chocolate em pó

Modo de preparo: Colocar tudo na panela. Levar ao fogo baixo à médio, mexendo sempre devagar. A pipoca irá demorar um tempo maior para começar a estourar. Desligar o fogo quando o intervalo de tempo entre os estouros da pipoca diminuir.
Pipoca Doce de Groselha

1 xícara (chá) de milho para pipoca
1 xícara(chá) de óleo de soja
1 1/2 xícara (café) de xarope de groselha
100 gr de açúcar cristal

Modo de preparo:

Estoure a pipoca no óleo e reserve, faça uma calda de groselha com o açúcar até obter ponto fio, despeje a calda ainda quente na pipoca misture bem até homogenizar. Após esfriar, servir.

Pipocas Picantes

1 xícara (chá) de milho de pipoca
2 colheres (sopa) de margarina ou manteiga
1 colher (chá) de ervas finas
1 pitada de pimenta-do-reino
1/4 xícara (chá) de queijo ralado

Modo de preparo:
Em uma panela coloque a margarina/manteiga e o milho de pipoca. Fique mexendo sempre até começar a pipocar. Tampe a panela e abaixe o fogo. Retire do fogo e acrescente as ervas finas, a pimenta e o queijo ralado, misture muito bem.

Pipoca ao Pesto de Manjericão

3 xícara (chá) de pipoca
1 xícara (chá) de manjericão
1 xícara (chá) de parmesão ralado
1/4 xícara(s) (chá) de azeite
1 colher(es) (chá) de sal
2 dente(s) de alho picado(s)

Modo de preparo:

Coloque todos os ingredientes, exceto a pipoca no liquidificador e bata até obter uma pasta homogênea. Numa vasilha, junte a pipoca e misture bem. Sirva em seguida.

Pipocas Coloridas

4 xícara(s) (chá) de pipoca

1/2 xícara(s) (chá) de água

1 xícara(s) (chá) de açúcar cristal vermelho

Modo de preparo:

Numa panela, coloque o açúcar cristal colorido com água. Mexa para misturar e leve ao fogo alto por 6 minutos, aproximadamente, até formar uma calda pouco espessa. Teste, retirando um pouco da calda e apertando entre os dedos. Conforme for esfriando deve colar. Cuidado para não se queimar. Coloque as pipocas prontas numa assadeira e vá despejando a calda de açúcar colorido, mexendo sempre até açucarar.

Dica: utilize açúcar cristal de outras cores, conforme sua preferência

Pipoca sabor Bacon

quanto baste de bacon frito(s)
quanto baste de milho para pipoca

Modo de preparo:

Frite o bacon picadinho, retire o bacon (e use para qualquer outra coisa) e use a gordura para preparar a pipoca.

Pipoca em Ponto de Bala

40 gr de milho para pipoca

2 colheres (sopa) de óleo de milho

1 xícara(chá) de açúcar

1/2 colheres (sopa) de glucose de milho

Modo de preparo:

Estoure pipoca. Misture o açúcar e a glucose em uma outra panela, sob a chama do fogão, mexendo sempre até formar uma calda. Apague o fogo e rapidamente coloque a pipoca pronta nesta calda, mexendo para misturar bem. A pipoca vai ficar toda grudada e caramelizada.


Beijos e ótimo final de semana, de preferência com um bom filmezinho!

16 comentários:

Pratos da Bela disse...

que saudades....
Jnihos fofos

»¤Þ䵣䤫 disse...

Oi minha linda! Que post ferra! Amei! Que bom que vc está melhor da sua dores! Tem selinho para você no meu blog, passa lá pegar! Bjinhos um ótimo final de semana :D

Mademoiselle Ѽ disse...

Amiga nunca mais fostes me visitar. Nossa que saudadinhas, a maioria ai fez a minha infância/adolescência

bjs e bom fim di!

...Noêmia! disse...

Pra mim, os melhores desta lista são "Um morto muito louco" e "Goonies". Posso assistí-los vezes sem fim!

:o)

Tatiana disse...

Adorei!!!
Dani, o meu filme preferido dos anos 80 é "A Lenda de Billye Jean" (não sei se é assim que escreve). Eu assisti umas 20 vezes quando era criança/adolescente.
Meu marido achou um cara que vendia na NET e me deu de presente no ano passado. Adorei!!!

Tem também o "The Lost Boys" que é de vampiro, clássico!

Muito boa essa série de posts, adorei!

Fabiana disse...

Danieli,
Sabe que vendo esse seu post, surge uma mistura de emoções:tristeza, saudade, alegria e dou muitas risadas, porque o seu resumo dos filmes tem tudo há ver.
Por exemplo, eu confesso, dançava no meio da sala, assistindo o Flashdance..rs...rs...
O meu preferido é o Dirty Dancing!
Se vc continuar com post anos 80, vou vir preparada com um lencinho.
bjs

Larissa disse...

Nossa, nossa, nossa! Direto do túnel do tempo... hahaha... alguns só por Deus! E vc está mais animada? Bjs!!!!

Maria Inês Feijó disse...

Adorei as receitinhas de pipoca e saber que estás melhorando!!!Beijão

Carmine disse...

Meu,que massa!(a gíria tem que combinar com os anos 80,né?Olha...quem sabe não é uma sugestão as gírias dos anos 80?)Hahahaha,pode me xingar,eu mereço!
Eu lembro que queria muito ter um Gremlim fofo!!!!E eu tinha o disco (LP)do filme Flashdance e o cd do Dirty Dancing,kkkkk
Obrigada pela viagem,amei!
Bjs

Magia na Cozinha disse...

Dani é sempre bom "viajar no tempo". Gosto muito de alguns destes filmes que vc citou.
Tenho o Dirty Dancin'em fita de vídeo ainda, hehe.
Pipoca é tudo de bom. Aqui comi uma salgada que por cima vem pedaços de chocolate meio amargo que é demais!
Bjs :)

Magia na Cozinha disse...

Esqueci de dizer: Espero que logo melhores dos ziguezires. Acontece com todo mundo de vez em quando.
Se cuida!
Bjs :)

Fla disse...

Menina pensar que eu vi alguns destes no cinema...hahaha...rs.
Bjs

Lau Verrengia disse...

Dani, que delícia. Eu adorei ver os filmes! Já tinha adorado aquele post com os brinquedos, adoro voltar nessa época. :D
É uma boa idéia mesmo.

Assisti umas 20 vezes esse da Xuxa hahaha
O Brinquedo assassino eu morria de medo.
E não faz muito tempo que assisti a Lagoa Azul. :P
Não lembro de mais nenhum, está bem completo.

Deu vontade de comer pipoca agora.

Beijinhos!

Maria Inês Feijó disse...

Deixei um selinho para ti lá no meu blog!!Beijos

Sylvia disse...

Dani, retribuindo a visitinha!

Que delícia de blog! Quanto aos filmes, apesar de eu já ser uma "jovem senhora" na época, esses filmes todos mexeram com minhas recordações. A "história sem fim" é um clássico: meu filho mais novo alugava toda semana, e começava a assistir na 6a à noite, quando voltava da escola e só parava no domingo à noite, quando ia dormir.

Bjs. Voltarei outras vezes, com certeza!

Paula Pacheco disse...

Dani, o meu preferido foi Ghost, ET, nossa, quanta nostalgia...ótima época da minha adolescência...eu também chorava que nem bezerro desmamado hahahah...
bjs querida
Paula